Chapadão do Sul, 22 de Outubro de 2018

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Saude

Três Lagoas e mais 2 cidades da Costa Leste têm surto de conjuntivite

Três Lagoas e mais 2 cidades da Costa Leste têm surto de conjuntivite

11:22 | 8 março 2018
 

Ao menos 170 pessoas foram atendidas com sintomas de conjuntivite, entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano, em Três Lagoas. O número é alto, sendo mais de dois casos da doença por dia, o que deixa o município em situação de surto, segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) ao JPNEWS. Na região da Costa Leste, também estão na lista Água Clara e Inocência.

O levantamento foi realizado no período pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e Vigilância Epidemiológica da SES. Durante todo o ano passado, 881 pacientes foram atendidos nos postos de saúde da cidade. A secretaria pontua que é considerado surto quando se registra dois casos de conjuntivite no mesmo local. Também levando em consideração a média de casos por mês no comparativo entre 2017 e 2018.

Em Três Lagoas, por exemplo, a média é 21,25 contra 16,94. No município de Água Clara foram registrados 86 casos ao passo que no ano anterior: 45. Em Inocência são sete pessoas diagnosticadas com conjuntivite e nenhum caso no ano passado.

O levantamento da Secretaria Estadual de Saúde aponta que 53 municípios de Mato Grosso do Sul notificaram casos de conjuntivite. Destes, 31 estão em situação de surto e 22 em alerta. Conforme o Ministério da Saúde, pode ser causada por vírus e bactérias. A conjuntivite é caracterizada por dor, coceira, vermelhidão, secreção nos olhos, com duração, em média, até 15 dias e não costuma deixar sequelas. Ela pode ser aguda ou crônica, afetar um dos olhos ou os dois.

A doença pode ser causada por reações alérgicas a poluentes ou substâncias irritantes (poluição, fumaça, cloro de piscinas, produtos de limpeza ou de maquiagem). É contagiosa e pode ser transmitida pelo contato direto com as mãos, com a secreção ou com objetos contaminados.

Posto de Saúde

Segundo o Departamento de Saúde Coletiva, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o paciente deve procurar uma unidade, no bairro em que reside, para receber atendimento e conseguir o receituário para aquisição de medicação. A pessoa receberá atestado médico de sete dias. Porém, o profissional vai analisar a necessidade de mais ou menos tempo, de acordo com o agravo da doença.

Como evitar?

Evite coçar os olhos em locais com grande aglomeração, como piscinas e academias. As mãos e o rosto devem ser higienizados com frequência.

Quem estiver doente deve lavar as mãos com frequência, trocar fronhas de travesseiros e toalhas diariamente, preferir toalhas de papel na hora de enxugar o rosto e evitar compartilhar produtos para os olhos, como delineador e rímel.

Fonte: JP News

Postado em: 11:22 | 8 março 2018
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações