Chapadão do Sul, 07 de Abril de 2020

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Saude

Porque as crianças têm Birras?

Porque as crianças têm Birras?

18:14 | 28 fevereiro 2020
 

A Doutora Glória Vargas, pediatra em Chapadão do Sul na Clínica Bio Saúde, telefone 3562-1366, situada na Avenida Oito nº 773, explicará nessa matéria para que todos os papais e mamães consigam entender os seus filhos.

Birras, também chamado “sequestro amigdalino“, nome dado pelo psicólogo Daniel Goleman, a essas reações emocionais incontroláveis e irracionais.  Amígdala é uma parte de nosso cérebro, ela fica na parte interior do lóbulo temporal região medial, tem uma forma de amêndoa, ela faz parte de nosso sistema límbico (sistema emocional) um sistema primitivo de nosso cérebro.  Então quando estamos frente a uma birra, nossa parte lógica e racional utilizada no córtex parte frontal fica inibida pela amígdala. O sequestro amigdalino produz uma reação desproporcional frente a um estimulo que desencadeou, porque é compreendido como ameaça.

Uma criança pequena que não quer tirar os sapatos ou colocar sapatos, não foi colocado um vestido ou roupa que gosta, abriu os brinquedos de uma loja (crianças estão aprendendo sobre o termo pertencer, tudo é delas), não deu água no copo favorito, com certeza tudo piora com o excesso de sono, fome, hiper-estimulação (festas infantis brincadeiras agitadas), qualquer coisa pode causar uma birra, então não é ‘mimimi’. Os responsáveis precisam compreender que pode fazer parte normal do desenvolvimento. Uma criança que está em crise de birra, não consegue se acalmar sozinha, porque ela não reconhece esse sentimento. Bater em uma criança em crise, com certeza acalmará a raiva do pai mas nunca acalmará o filho. Violência nunca será a solução.  Podemos simplesmente ficar por perto esperando que se acalmem, explicando que o que ela está sentindo é raiva, e quando a gente fica com raiva podemos chorar e respirar fundo que passa, ensinar a se acalmar.

Agora se a criança maior ou adolescente está chorando, não é birra. Alguns gritam e dizem: ‘pare de chorar! Engole esse choro!’.  Choro não é algo ruim, muitas vezes o único jeito de nos acalmar é chorando, liberando estresse, ansiedade, então o termo engolir o choro pode terminar em vômitos e/ou casos de ansiedade extrema. Se seu filho chora até vomitar não está manipulando você, está realmente sentindo-se ruim, sentimentos precisam ser expressados, então nunca mais fale a uma criança em formação parar de chorar, ou engolir o choro, precisamos de mais empatia com nossos filhos.

Lembre-se que nenhuma dica substitui uma consulta com o médico pediatra.

Postado em: 18:14 | 28 fevereiro 2020
 
JSTV
mais vídeos

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações