Chapadão do Sul, 17 de Agosto de 2018

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Saude

10 minutos contra o Aedes Aegypti: Caminhada alertou população para os cuidados em época de seca

10 minutos contra o Aedes Aegypti: Caminhada alertou população para os cuidados em época de seca

10:18 | 9 junho 2018
 

A Prefeitura de Chapadão do Sul e a Secretaria de Saúde, através do Controle de Vetores e Endemias e dos Agentes Comunitários de Saúde, realizaram uma caminhada de conscientização contra o Aedes Aegypti, que tem o tema: “10 Minutos Contra o Aedes Aedypti”, na manhã desta sexta-feira, 08.

A Caminhada que teve carro de som e distribuição de panfletos, abordou a importância da população em reservar 10 minutos por semana para eliminar os focos de Aedes Aegypti, mosquito transmissor de diversas doenças.

A ação contou com a presença da secretária de Saúde Mara Nubia, que parabenizou os servidores pela ação e a população que está aderindo cada vez mais a Campanha. A caminhada também contou com o apoio da Patrulha Mirim e dos Bombeiros.

10 Minutos contra o Aedes

A Campanha é “10 minutos contra o Aedes Aegypti: Tire um tempinho do seu tempo e tome uma atitude”, pois isto é o necessário para proteger você, sua família e toda a comunidade das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti: dengue, zika e chikungunya.

Uma semana é o tempo médio do chamado ciclo de vida do mosquito. Ou seja, o período que ele precisa para passar da fase de ovo para mosquito adulto.

Já os dez minutos é o necessário para fazer uma checagem semanalmente na sua casa, nos locais onde normalmente as fêmeas postam os ovos. Evitando que novos mosquitos cheguem à fase adulta, também freamos a transmissão de doenças.

A vistoria de 10 minutos deve ser feita especialmente em locais onde o mosquito costuma postar seus ovos. O Aedes aegypti usa ambientes com água parada para procriar, então a regra número 1 é não deixar que isso aconteça.

Veja algumas dicas importantes para a eliminação dos criadouros:

– caixas d’água devem estar totalmente vedadas, evitando a entrada e saída de mosquitos;

– calhas devem ser limpas, sem folhas e sujeira;

– galões, tonéis, poços, latões e tambores devem sempre estar totalmente vedados;

– qualquer objeto que acumule água deve ser eliminado: pneus velhos devem ser guardados em locais cobertos, enquanto garrafas vazias precisam ser empilhadas com a boca sempre para baixo;

– limpe ralos e coloque telas de proteção;

– até bandejas da geladeira podem virar criadouros, então elas devem estar limpas e secas;

– jamais coloque água nos pratinhos de vasos de planta; preencha com areia e lave semanalmente estes recipientes;

– vire baldes e vasilhames da área de serviço de boca para baixo;

– se você usa lonas para cobrir objetos ou entulho, garanta que elas estejam bem esticadas, evitando a formação de poças;

– piscinas e fontes devem estar sempre limpas e tratadas com os produtos específicos para isto.

Ficar livre dos malefícios causados pela dengue, zika e chikungunya é fácil, mas depende do esforço de todos. Se cada um fizer a vistoria semanal e acabar com os criadouros do Aedes aegypti, toda a população de Chapadão do Sul ganha em saúde e bem-estar.

Fonte: ASSECOM

Postado em: 10:18 | 9 junho 2018
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações