Chapadão do Sul, 18 de Dezembro de 2018

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Politica

De olho na popularidade de Bolsonaro, Azambuja confirma apoio para 2º turno

De olho na popularidade de Bolsonaro, Azambuja confirma apoio para 2º turno

Tucano afirma apoio antes mesmo da decisão nacional do partido

17:39 | 8 outubro 2018
 

Azambuja falou com a imprensa nessa segunda-feira (8) sobre planos para o segundo turno – Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

De olho na atual popularidade de Jair Bolsonaro (PSL) para o segundo turno, o governador de Mato Grosso do Sul e candidato a reeleição, Reinaldo Azambuja (PSDB), confirmou apoio ao candidato à Presidência durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (8). O tucano vai enfrentar Juiz Odilon de Oliveira (PDT) no segundo turno pelo cargo no Executivo estadual.

A declaração de Azambuja ocorre um dia após as eleições de primeiro turno e antes mesmo da decisão nacional do PSDB. “Não sei como fica a nível nacional, mas no primeiro turno aqui em Mato Grosso do Sul foi de que teríamos e apoiamos dois candidatos [Alckmin e Bolsonaro]. Tanto que o PSL elegeu um grande número de deputados junto conosco e vamos trabalhar pra isso. Estamos conversando com vários partidos e com as lideranças e tenho certeza que vamos ampliar esse número de partidos”, disse o governador.

No Estado, o PSL de Bolsonaro elegeu dois deputados estaduais, dois federais e um senador. De olho nessa popularidade, Azambuja já afirma de pronto que está com Bolsonaro no segundo turno. “Agora é uma eleição de segundo turno. Vamos debater um com o outro. Não tem salvador da pátria. Agora vamos ampliar base política pra essa eleição de 20 dias. Política a gente faz com quem gosta da gente e com quem a gente gosta. Tenho certeza que muitos gostam do modelo de política que fizemos nos últimos 21 anos. Vamos ampliar aliança. Fizemos aliança com vários partidos, elegemos 17 deputados estaduais, seis federais e dois senadores porque o PSL está na nossa base e vamos trabalhar com outros partidos, aqueles que acham que devem se aliar conosco”, completou.

Ainda segundo Azambuja, a crescente de outros candidatos impediu que o PSDB fosse vencedor logo no primeiro turno. “A tendência desde o início da campanha foi polarização entre a gente e Odilon. Houve crescimento do candidato do PT nos últimos dias e também houve um pequeno crescimento da candidatura do Junior [Mochi – MDB] que acabou com quase 12% dos votos. Foi o crescimento deles que levou a gente para o segundo turno. Nós estamos confiantes nessa vitória, pela militância e responsabilidade. Os números das urnas são favoráveis à gente”, ressaltou.

Para o segundo turno, o governador já traça novos planos. “No segundo turno, vamos visitar municípios que não deu tempo, manter a vigilância nos grandes colégios eleitorais e manter essa força da base política porque ninguém faz política sozinho. Política é militância e ter uma causa para lutar. Não deixamos o Estado quebrar, o governo presente nas cidades com habitação, com cultura, saneamento. Isso tem peso para conquistar essa vitória no segundo turno”, concluiu.

Fonte: correiodoestado

Postado em: 17:39 | 8 outubro 2018
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações