Chapadão do Sul, 22 de Fevereiro de 2020

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Policia

Principal investigada pela morte de Ingred é colocada em liberdade condicional

Principal investigada pela morte de Ingred é colocada em liberdade condicional

19:20 | 10 fevereiro 2020
 

Promotor e Delegado faram com a imprensa no Ministério Público

Na tarde desta segunda-feira, 10 de fevereiro, o Promotor de Justiça Dr. Matheus Cartapatti e o Delegado de Polícia de Chapadão do Sul, Dr. Felipe Machado Potter reuniram-se com a imprensa local para esclarecer a soltura, na semana passada, da principal suspeita do assassinato e ocultação de cadáver, de Ingrid Lopes Ribeiro.

O Delegado Dr. Felipe disse que cumpriu o tempo previsto em lei para concluir o inquérito policial, enquanto a principal suspeita estava sob custódia da Polícia Militar, em um hospital. Igualmente o Promotor Dr. Matheus lembrou que cumpriu o seu prazo para apresentar denúncia contra a mulher, naquele dia grávida e com quatro filhos.

Devido á complexidade do caso, o Ministério Público solicitou o retorno do inquérito para prosseguimento das investigações pelo Delegado, já que outras testemunhas serão ouvidas e faltam os laudos de várias perícias realizadas, após aquele dia em que o corpo foi encontrado.

Com esse pedido, o Juiz determinou a liberdade condicional da mulher. Ela está internada desde o dia em que foi detida, quando o corpo foi descoberto, enterrado no quintal da casa onde morava. Ela sofreu um parto prematuro e continua internada em uma clínica, com o recém-nascido, sob cuidados médicos.

Lembrou o Promotor Dr. Matheus, que o Juiz, Dr. Silvio C. Prado, da Primeira Vara da Comarca de Chapadão do Sul cumpriu rigorosamente o que determina a lei, principalmente aquela nova sobre o abuso de autoridade. Mas o magistrado aplicou as sanções possíveis ao caso, até então apenas ocultação de cadáver, que foi; prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica.

Segundo o Delegado, Dr. Felipe, nos próximos dez dias os laudos das perícias realizadas deverão ser concluídos e os indícios serão comparados com os depoimentos do menor, de 15 anos, que confessou participar do assassinato de Ingrid, sem nenhuma contradição até então.

Como a mulher suspeita está negando a participação no crime, entrou várias vezes em contradições, as autoridades do Ministério Público e da polícia estão cuidando do caso com o maior cuidado, já sabendo que a mulher sabidamente será levada a júri popular. “Queremos um processo completo e o mais perfeito possível, com provas robustas para não pairar dúvidas e ser promovido um julgamento justo”, disse o Promotor Dr. Matheus.

Os responsáveis pelo crime responderão por assassinato, ocultação de cadáver e corrupção de menor.

Estamos editando entrevista com o Promotor e com o Delegado, para a JS TV e para a TV Chapadão, canal 45 digital.

Veja abaixo notícias relacionadas.

Fonte: Jovemsulnews (Norbertino Angeli)

Elucidado assassinato de Ingred com relato de ações de terror e crueldade

 

Postado em: 19:20 | 10 fevereiro 2020
 
JSTV
mais vídeos

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações