Chapadão do Sul, 18 de Outubro de 2017

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Policia

Marido que roubou banco para ficar longe da mulher é condenado a prisão domiciliar

Marido que roubou banco para ficar longe da mulher é condenado a prisão domiciliar

15:13 | 14 junho 2017
 

Lawrence John Ripple, 71 anos

Um homem de 71 anos que roubou um banco, em setembro do ano passado, para poder ser preso e assim ficar longe de sua mulher foi condenado à prisão domiciliar. Por mais irônico que possa parecer, era justamente o que ele queria.

Lawrence John Ripple confessou ter assaltado o banco em Kansas City, nos Estados Unidos, e poderia ter sido condenado a até 37 anos de cadeia. No entanto, sua defesa pediu clemência afirmando que o idoso estava com depressão por conta de uma cirurgia cardíaca na época do crime.

Por isso, o juiz Carlos Murguia o condenou, na última terça-feira (13), a seis meses de prisão domiciliar. Além disso, Ripple ficará três anos em regime condicional e prestará 50 horas de trabalho comunitário. O idoso terá de pagar US$ 227,27 (cerca de R$ 745,00) ao banco.

A história de Ripple viralizou em setembro quando ele entrou no Bank of Labor e entregou um bilhete à atendente que dizia “tenho uma arma, me dê o dinheiro”.

A funcionária do banco entregou US$ 2.924 (cerca de R$9.600) ao idoso que se sentou no lobby do prédio para esperar a chegada da polícia. Ripple contou às autoridades que escreveu o bilhete na frente de sua mulher e disse que preferia ser preso à ficar com ela em casa.

Antes do roubo, Ripple tinha uma vida tranquila, sem antecedentes criminais. Ele é padrasto de quatro enteados e tinha um relacionamento estável com a mulher.

O idoso afirma que desde o assalto, passou a fazer tratamento contra a depressão e se sente bem novamente.

Acompanhado no tribunal por sua mulher e parentes, Ripple disse que se sentia arrependido e pediu desculpas ao banco e à atendente.

“Não foi minha intenção assustar a atendente como eu fiz”, disse no tribunal.

Fonte: Uol notícias

Jovemsulnews/Evelyn Vital

Postado em: 15:13 | 14 junho 2017
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações