Chapadão do Sul, 16 de Outubro de 2019

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Policia

Justiça determina que operador de máquinas suspeito de estuprar sobrinha continue preso

Justiça determina que operador de máquinas suspeito de estuprar sobrinha continue preso

8:27 | 5 outubro 2019
 

O operador de máquinas, de 42 anos, suspeito de estuprar a sobrinha, de apenas 9 anos, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva, após passar por audiência de custódia no Fórum de Costa Rica, na tarde desta sexta-feira (4).

Participaram da audiência, o juiz  de direito, Franscico Soliman, o promotor de Justiça, Bolivar Luis da Costa Vieira, o advogado de defesa do ssupeito, Leonardo Carrijo, além do próprio acusado. Após ouvir o acusado, o juiz Francisco Soliman, manteve a prisão.

“Nós recebemos a comunicação do cumprimento da ordem de prisão que foi emitida pelo juízo da 2ª Vara da Comarca de Costa Rica. Como determina a legislação, dentro de 24h toda pessoa presa deve ser apresentada ao juiz competente, marcamos a audiência de custódia para hoje, onde o objetivo é somente verificar a legalidade da prisão, o respeito a integridade física e psíquica daquele que está detido. Na audiência, entrevistamos o autuado, no qual apresentou sua qualificação e demostrou a legalidade da prisão realizada pelos policiais civis de Costa Rica”.

O juiz destacou que, como a ordem de prisão já tinha sido emitida, ele permanece preso. “O processo agora se inicia com uma investigação, que está a cargo da delegacia de polícia do município, os policiais vão concluir o inquérito policial, na sequência remetem o inquérito ao Ministério Público, que verifica se é caso ou não de oferecimento da denúncia, se for oferecido inicia-se então o processo penal, onde o acusado vai ter a oportunidade de defesa, e após o julgamento, onde vai verificar se existe culpa ou não”. Destaca.

Os prazos devem correr rápido na resolução do caso, segundo o juiz. Sendo que, a pena para este tipo de crime pode ser de 8 a 15 anos, com cumprimento em regime fechado.  O advogado de defesa, Leonardo Carrijo, destacou que a prisão aconteceu dentro da legalidade e vai traçar uma estratégia de defesa.

“Vamos acessar os autos agora, ter acesso às informações do inquérito policial, esperar a conclusão, para tomar alguma medida com relação a defesa do acusado”.

O caso

Morador de Costa Rica, o operador de máquinas, 42 anos, foi preso na manhã dessa quinta-feira (3) pela Polícia Civil de Costa Rica, suspeito de abusar sexualmente da própria sobrinha, de apenas 09 anos.

De acordo com informações da polícia, a denúncia foi feita no dia 27 de agosto, dois dias depois do abuso. Os fatos teriam acontecido durante uma confraternização familiar, no distrito da Laje, em Costa Rica.

Diante da gravidade do caso, no dia 28 de agosto foi protocolado pedido de prisão preventiva que foi prontamente decretada pelo Poder Judiciário.

Os policiais continuaram as investigações e na manhã de hoje, investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Costa Rica apuraram que o suspeito estava em uma propriedade rural do município.

Questionado, ele confessou que estava embriagado no momento dos fatos e que tinha se arrependido. Ele vai responder preso por estupro de vulnerável. Se condenado, poderá pegar até 15 anos de reclusão.

Fonte: MSTododia

Postado em: 8:27 | 5 outubro 2019
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações