Chapadão do Sul, 28 de Junho de 2017

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Policia

Duas presas são suspeitas de liderar esquema do tráfico ligado ao PCC

Duas presas são suspeitas de liderar esquema do tráfico ligado ao PCC

14:16 | 18 abril 2017
 

 

O Batalhão de Choque da Polícia Militar apreendeu cinco celulares e carregadores em duas celas vistoriadas durante toda a manhã desta terça-feira (18), no Estabelecimento Penal Feminino Irmã Zorzi, no bairro Coronel Antonino, região norte de Campo Grande.
Segundo o tenente Pablo Soares, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em duas celas e duas detentas foram identificadas como sendo as líderes de um esquema que chefiava o tráfico de drogas de dentro do presídio.

A ação faz parte dos trabalhos desencadeados em conjunto com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) dentro da Operação Desdita, que cumpre 24 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão na Capital e também em Dourados, Naviraí, Ponta Porã e Brasilândia.

A operação mira desmantelar ramificações da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) no Estado, além de coibir o tráfico de drogas. Segundo o Campo Grande News apurou, as duas detentas, que não tiveram o nome revelado, foram identificadas através de escutas telefônicas do Gaeco negociando drogas.

“Tínhamos a informação de que os aparelhos telefônicos estavam nessas celas e por isso precisamos fazer uma revista minuciosa ao máximo para encontrar, de uma hora e meia em cada local”, disse o tenente Soares.

A polícia localizou os aparelhos e carregadores escondidos dentro de uma parede falsa das celas. Os trabalhos, que começaram por volta das 7h, contaram com 30 homens do Choque, além de cães farejadores e scanners.

A operação – Com o significado de ausência de sorte, má sorte, infelicidade e infortúnio, a Operação Desdita mira o tráfico de drogas em Mato Grosso do Sul. Pessoas ligadas à facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) são os alvos da ação.

O Gaeco informou que serão cumpridos 24 mandados de prisão preventiva e 14 mandados de busca. O Batalhão de Choque, o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e Dintel (Diretoria de inteligência da PM) acompanham as buscas.

Pelo menos 20 policiais do Batalhão de Choque, com apoio de cães farejadores, e o Gaeco fizeram buscas no presídio feminino de Campo Grande, que fica na Rua Uruguaiana, no Bairro Coronel Antonino.

Fonte: Campo Grande News

Jovemsulnews/Herik Viana

Postado em: 14:16 | 18 abril 2017
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações