Chapadão do Sul, 25 de Fevereiro de 2020

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Policia

Criança morre após ser atingida na cabeça por pedaço de escorregador

Criança morre após ser atingida na cabeça por pedaço de escorregador

9:45 | 14 fevereiro 2020
 

Uma menina de 3 anos morreu na madrugada desta sexta-feira (14), em Corumbá, após ser atingida por parte da estrutura que sustentava um escorregador. Ela brincava com a irmã no balanço, que é interligado ao brinquedo, quando foi atingida na cabeça por um pedaço de madeira.

Por volta das 21h30 ela, a irmã e os pais estavam em uma praça do Bairro Generoso. Após o acidente, a menina foi levada inconsciente pelos próprios familiares para o Pronto Socorro da cidade, onde foi confirmado traumatismo craniano. Segundo informações do site Folha MS, a irmã que brincava com ela também sofreu ferimentos leves.

Este é o segundo caso de morte de criança decorrente do mau estado de conservação de brinquedos em praças corumbaenses. Em julho do ano passado, um menino de nove anos morreu após ser atingido, também na cabeça, por uma trave de gol na quadra de esportes do Bairro Beira Rio.

Em maio de 2016 a praça foi reinaugurada após passar por reformas na parte elétrica, pintura, traves, alambrados e instalação de novas cestas de basquete. Na ocasião, também foram colocados novos brinquedos e mesas de jogos. No mesmo ano, as praças dos bairros Nova Corumbá e Arthur Marinho também foram revitalizadas.

Postado em: 9:45 | 14 fevereiro 2020
 
JSTV
mais vídeos

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações