Chapadão do Sul, 06 de Julho de 2020

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Policia

Caminhoneiro é sequestrado por 14 horas

Caminhoneiro é sequestrado por 14 horas

12:03 | 29 junho 2020
 

As investigações do roubo que deixou um caminhoneiro sequestrado por 14 horas na última quinta-feira (25) terminaram com a prisão de um rapaz de 21 anos. Ele foi um dos responsáveis por manter a vítima, de 34 anos, em cativeiro e a partir daí foi constatado que o crime foi encomendado do presídio.

Conforme a Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furto e Roubo de Veículos), com as investigações o rapaz de 21 anos foi identificado. Ele foi preso na casa onde estava com a namorada de 17 anos e a sogra. Assim, a adolescente acabou contando como aconteceu o crime, apesar do namorado permanecer em silêncio no depoimento.

A princípio, a quadrilha foi contratada por um interno do presídio. O rapaz de 21 anos que foi preso já usa tornozeleira eletrônica e naquele dia saiu com o carro da sogra, que usou no sequestro. Ele foi um dos responsáveis também por manter a vítima no cativeiro, em uma casa em Campo Grande.

Caminhoneiro sequestrado
O motorista contou à polícia que veio de Minas Gerais para Campo Grande fazer um transporte. Aqui, ele procurou um outro trabalho por grupos e acabou contratado para fazer uma entrega em Minas Gerais. Assim, negociou o serviço e marcou de se encontrar com o responsável para carregar o caminhão.

Na manhã de quinta-feira, quando se encontrou com o suspeito, foi com ele até uma estrada vicinal que foi indicada, onde foi anunciado o assalto. Em seguida, o assaltante tomou a direção do caminhão e os outros envolvidos chegaram no carro, onde a vítima foi colocada.

O caminhoneiro foi levado ao cativeiro, onde permaneceu por aproximadamente 14 horas, até que o caminhão chegasse ao Paraguai. A demora aconteceu porque o assaltante não conseguia dirigir o veículo e aumentar a velocidade, dirigindo a 40 km/h.

Horas depois, a vítima foi solta do cativeiro e pediu ajuda da Polícia Militar. O caso é tratado como roubo majorado pelo emprego de arma e pela restrição de liberdade da vítima.

Fonte: Midiamax

Postado em: 12:03 | 29 junho 2020
 
JSTV
mais vídeos

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações