Chapadão do Sul, 18 de Setembro de 2018

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Gerais

Rios da Bacia do Alto Paraguai estão assoreando no Pantanal

Rios da Bacia do Alto Paraguai estão assoreando no Pantanal

São 22 leitos d’água que recebem sedimentos e podem desaparecer

9:15 | 17 abril 2018
 

Bem em meio às águas do Rio Miranda, é possível caminhar sobre os bancos de areia que se formam sob o curso d’água – Foto: Ricardo Fernandes / Salve o Rio Miranda

Despejos de esgotos sanitários, exploração mineral e principalmente o manejo inadequado do solo utilizado para plantio extensivo de soja e pecuária de corte têm sido os responsáveis pelo assoreamento dos rios da Bacia do Alto Paraguai (BAP), no Pantanal. Pelo menos 22 importantes cursos d’água, localizados nas regiões noroeste e oeste de Mato Grosso do Sul, estão sendo “invadidos” por sedimentos, que entopem nascentes e causam preocupante desequilíbrio ambiental.

“Começando pelo Rio Aquidauana, até o Miranda, e já quase chegando à foz, em Albuquerque, grande parte dos rios já não tem APP (Área de Preservação Permanente). Existe acesso de gado aos rios e plantio de soja e arroz muito próximo da água, inclusive, tem uma fazenda de produção de arroz que drena água do rio e faz com que passe por todo o mecanismo de cultivo deles”, pontua André Luiz Siqueira, diretor-presidente da organização não-governamental Ecoa – Ecologia e Ação.

Para ele, “os rios têm sofrido, isso é notório, é muito comum navegar no rio com 50 a 60 centímetros de altura. E não se tem hoje no Estado o levantamento da qualidade da água para ver o nível tóxico de defensivos agrícolas. Não são feitos exames, não existe nada”, sustentou.

Estão entre os prejudicados os rios Correntes, Paraguai, Paraguai Mirim, Taquari e Taquari Velho, Piquiri, Jauru, Coxim, Aquidauana, Negro, Capivari, Miranda, Salobra, Nioaque, Nabileque, Aquidabã, Branco, Amanguijá, Perdido, Santo Antônio, Apa e Caracol.

Fonte: correiodoestado / ps

Postado em: 9:15 | 17 abril 2018
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações