Chapadão do Sul, 20 de Agosto de 2019

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Gerais

Reforma de R$ 40 milhões no aeroporto internacional está atrasada

Reforma de R$ 40 milhões no aeroporto internacional está atrasada

Governo prevê privatização do local e outros terminais de MS

10:58 | 20 abril 2019
 

Em março foi realizado leilão de 12 aeroportos do Brasil – Foto: Bruno Henrique / Correio do Estado

A reforma e ampliação do terminal de passageiros do Aeroporto Internacional de Campo Grande, que custará R$ 40 milhões, já está atrasada em pelo menos dois meses. A obra anunciada em dezembro de 2018 deveria começar em fevereiro, o que ainda não ocorreu.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que ainda está em processo de conclusão da licitação e que a demora aconteceu por conta da quantidade de concorrentes e análise do processo. A reportagem não recebeu resposta para outros questionamentos relativos ao atraso e o prazo de conclusão inicialmente estimado para o primeiro semestre de 2020.

Após a obra milionária o local deverá ser privatizado pelo Governo Federal. Além do aeroporto da Capital, os de Corumbá e Ponta Porã também estão nos planos de privatização. Os três aeroportos do Estado devem formar o bloco São Paulo-Mato Grosso do Sul, que inclui também o Aeroporto de Congonhas.

O plano prevê  transferir 44 terminais à iniciativa privada. Em março foi realizado leilão de 12 aeroportos do Brasil, na Bolsa de Valores de São Paulo, com previsão de gerar renda de R$ 4,2 bi em 30 anos, de acordo com estiamtiva do Ministério dos Transportes.

Dez aeroportos brasileiros já foram concedidos à iniciativa privada, os de Salvador, Porto Alegre, Natal, Fortaleza, Florianópolis, Campinas (SP), Guarulhos (SP), Rio de Janeiro (Galeão), Belo Horizonte (Confins) e Brasília.
A segunda rodada de privatização, com os blocos onde estão inclusos os terminais do Estado e outros considerados os mais cobiçados pelo mercado, deve ocorrer até 2022. O plano foi formulado pelo Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e pela Secretaria de Aviação Civil (SAC).

OBRA

O projeto deve contemplar ampliação e modernização da sala de embarque, novos balcões de check-in, aquisição de equipamentos de vistoria de passageiros no embarque, além da ampliação da área comercial. O aeroporto, que possui 6,2 mil m², passará a ter 10 mil m² após a conclusão das obras.

O investimento na construção de novo complexo aeroportuário já estava previsto para ocorrer desde 2017. O projeto também inclui uma série de adequações na infraestrutura existente, como reforma da Seção de Combate à Incêndio, construção da central de resíduos sólidos, intervenções no terminal de passageiros existente –  incluindo revitalização do sistema de climatização.

Desde o primeiro semestre de 2017 a Infraero havia informado que os requisitos para esses projetos estavam concluídos, entretanto era preciso aporte de recursos do Governo Federal para execução destes trabalhos, o que ocorreu no fim do ano passado, mas não teve continuidade.

Com dez dos 64 terminais sob concessão no País, aproximadamente 60% do total de passageiros transportados em voos domésticos e internacionais são de responsabilidade do setor privado. O terminal de Campo Grande vai aumentar 62% o tamanho, e a capacidade anual de passageiros tem previsão de passar de 2,5 milhões de pessoas para 4,5 milhões, ou seja, 80% a mais.

Fonte: correiodoestado

Postado em: 10:58 | 20 abril 2019
 

Campanha “Queimada é Crime” da Prefeitura Municipal de Chapadão do Sul

queimada sem licença do órgão ambiental é tida como incêndio criminoso e é punida pela Lei de Crimes Ambientais.

 

 

 

 

 

 

Campanha “Queimada é Crime” da Prefeitura Municipal de Chapadão do Sul

queimada sem licença do órgão ambiental é tida como incêndio criminoso e é punida pela Lei de Crimes Ambientais.

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações