Chapadão do Sul, 20 de Maio de 2018

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Gerais

Dia Internacional da Mulher: a luta contra violência continua

Dia Internacional da Mulher: a luta contra violência continua

15:40 | 8 Março 2018
 

Neste Dia Internacional da Mulher, todos presenteiam as pessoas especiais em sua vida, fazendo homenagens e demonstrações de carinho. Apesar disso, as mulheres ainda são vítimas da violência doméstica, um mal que assola o país, principalmente Mato Grosso do Sul, estado que lidera o número de casos.

Para proteger e apoiar mulheres em situações de vulnerabilidade e vítimas de agressões por parte dos companheiros, vários projetos de órgãos públicos e entidades buscam resgatar essas vítimas, com objetivo de transformação de vidas e, consequentemente, da sociedade.

Uma dessas iniciativas é a Casa de Mentoria Joia Rara, mantida pela Associação Mulher Rara, que promove cursos de qualificação e acompanhamento psicológico com mulheres que passaram por algum tipo de trauma. A diretora do projeto, Rosana Salabai, destaca a importância de resgatar a esperança nessas vítimas, que precisam recuperar sua autoestima para dar prosseguimento a seus sonhos.

Nesta quinta-feira, 8 de março, a entidade inaugura sua nova sede, na Avenida Oito, número 311, onde contará com espaço maior para atender a demanda crescente de mulheres que precisam do atendimento e acompanhamento da Casa de Mentoria.

Já o poder público, em resposta a esse aumento no número de casos de violência doméstica, está criando a Coordenadoria de políticas Públicas para Mulheres, com o objetivo de atender essas vítimas.

A coordenadora Katiusce Nogueira esteve na redação da Jovemsulnews e explicou sobre os projetos a serem trabalhados pela recém-criada coordenadoria. Uma das ações, em parceria com o Tribunal de Justiça de MS, será a capacitação de profissionais da beleza, para que eles orientem mulheres assim que souberem de alguma situação. A importância dessa medida se dá em virtude de dois fatores: cabeleireiras e manicures conversam com muitas mulheres, que muitas vezes não sabem como lidar diante de uma situação de violência.

Diante de uma realidade tão triste, todas as mulheres merecem nosso respeito. Várias ações são realizadas com objetivo de diminuir esses índices que colocam o Brasil como o 5º país com maior número de agressões contra mulheres.


Fonte: Jovemsulnews (Gabriel Maymone)

Postado em: 15:40 | 8 Março 2018
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações