Chapadão do Sul, 09 de Agosto de 2020

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Gerais

Costa Rica está entre os três primeiros municípios do Brasil a implantar o Programa Lixo Zero

Costa Rica está entre os três primeiros municípios do Brasil a implantar o Programa Lixo Zero

8:30 | 31 julho 2020
 

Costa Rica é uma das três cidades do Brasil a implantar o Programa Lixo Zero. E ainda, está entre os primeiros municípios de Mato Grosso do Sul com melhor desempenho na recuperação de resíduos em Mato Grosso do Sul, tanto que há sete foi implantado na cidade a coleta seletiva por meio do programa Cidade Limpa: um sonho de todos. Mas, agora, a atual gestão por meio da SEMTMA – Secretaria Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura – está colocando a cidade em um patamar mais elevado.

Com objetivo de melhorar a gestão de resíduos sólidos no município e a fim de incentivar a sociedade civil, a iniciativa privada e o Poder Público a reduzirem a produção de lixo e a valorizem os resíduos sólidos urbanos reintroduzindo-os na cadeia produtiva, o prefeito Waldeli dos Santos Rosa assinou convênio com o Ministério do Meio Ambiente no valor de R$ 3.911.895,88, sendo R$ 54.035,60 de Contrapartida Financeira do Município para implantar em Costa Rica o Programa Lixo Zero.

“Com esse recurso vamos implantar em Costa Rica um projeto-piloto que deve aumentar a coleta seletiva em nossa cidade, vai diminuir quantidade de resíduos que vão para a vala do Aterro Sanitário, o que irá contribuir diretamente para a vida útil do local”, enfatizou o prefeito Waldeli que agradece o presidente Jair Bolsonaro e a equipe do Ministério do Meio Ambiente, em nome do ministro Ricardo Salles.

Com a ajuda dos moradores dos 78 bairros da cidade e dos alunos das setes Escolas Municipais, a Capital Estadual do Algodão e dos Esportes de Aventura também pretende ser Costa Rica Lixo Zero até o final de 2020. Isso significa que toneladas de lixo deixarão de ir para o aterro sanitário anualmente, com a ajuda de cada cidadão. “Aceitamos mais esse desafio e com a implantação do Lixo Zero vamos melhorar a Gestão de Resíduos Sólidos do Município de Costa Rica”, avalia o prefeito.

Com o valor do convênio na conta, o Governo de Costa Rica já adquirir sete novos Conjuntos de Lixeiras para Coleta Seletiva; vai comprar picolés para incentivar as crianças na conscientização em relação à separação dos resíduos recicláveis; comprou maquinários para operação do Aterro Sanitário dos quais já estão no pátio da Secretaria Municipal de Obras Públicas uma pá carregadeira, um trator de esteiras e um rolo compacto, e ainda, quatro caminhões ainda faltam chegar. Parte dos recursos recebidos também serão utilizados para aquisição de combustível que serão utilizados nos caminhões de coleta seletiva e de rejeitos.

A UTR – Usina de Triagem de Resíduos Sólidos e Recicláveis – também vai receber novos equipamentos para a sua operacionalização, entre eles uma máquina que tritura vidro que já está na cidade. Para utilização dos novos maquinários, o Governo Municipal estará fazendo a capacitação dos Agentes de Saúde e dos servidores da Cooperativa em Gestão de Resíduos Sólidos para que estes sejam multiplicadores de informação para toda população.

“O destino do resíduo é estabelecido dentro da casa de cada habitante, quando o separa em orgânico (restos de alimentos e de podas), reciclável seco (papel, plástico, metal e vidro) e rejeito (lixo sanitários e outros materiais para os quais não há ainda mercado de reciclagem)”, explica o secretário Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura, Keyler Simey Garcia Barbosa.

Lixo Zero
O Programa Lixo Zero tem metas específicas para a administração pública e metas que envolvem outras esferas da sociedade. Para alcançar os objetivos propostos no projeto, a Administração Municipal irá se colocar como exemplo, conscientizando os 48 agentes de saúde, posteriormente os alunos e os prestadores de serviços da empresa terceirizada e da cooperativa quanto ao consumo consciente e o descarte de resíduos nos prédios públicos e residências.

“É necessário que cada cidadão entenda a importância de destinar corretamente o lixo produzido em sua casa, separando-o. E, ainda mais importante, é preciso criar hábitos de consumo que resultem em menor produção de lixo”, finalizou o prefeito de Costa Rica.

Em março de 2013, o Governo de Costa Rica por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento implantou o programa Cidade Limpa: um sonho de todos. O projeto piloto teve como objetivo incrementar a coleta seletiva nos bairros da cidade e na da área central.

“Assim que assumimos a nova gestão buscamos estimular a compreensão sobre cidadania, incentivar novos hábitos e estimular a coleta seletiva dos resíduos sólidos, reciclagem, manutenção de terrenos, calçadas/passeios públicos, e outros. Fizemos campanhas de orientação para que a população mudasse seus hábitos e não jogassem entulhos ou podas de árvores em locais impróprios e que os mesmos fossem armazenados em sacos plásticos para coleta ou em caçambas”, explicou Keyler Barbosa.

O programa Cidade Limpa que também tem como objetivo oferecer aos moradores, qualidade de vida e, ao mesmo tempo, promover a proteção ao meio ambiente e conscientizar à população, incentivando a sustentabilidade e combatendo a proliferação de animais e insetos que possam oferecer risco à saúde pública como a Dengue.

Por meio do Cidade Limpa o Governo Municipal também criou o Ecoponto que tem como o objetivo dar a destinação correta aos resíduos que geram impacto direto ao meio ambiente, como pneus e óleo vegetal de cozinha usado que é armazenado no Eco óleo.

E ainda, a SEMTMA recolhe na sua sede, pilhas e baterias. A secretaria está localizada na Avenida João de Barro, Nº 209, no Bairro Bela Vista, em Costa Rica (próximo a nova ponte). Mais informações 3247 7000.

Costa Rica é uma das três cidades do Brasil a implantar o Programa Lixo Zero. E ainda, está entre os primeiros municípios de Mato Grosso do Sul com melhor desempenho na recuperação de resíduos em Mato Grosso do Sul, tanto que há sete foi implantado na cidade a coleta seletiva por meio do programa Cidade Limpa: um sonho de todos. Mas, agora, a atual gestão por meio da SEMTMA – Secretaria Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura – está colocando a cidade em um patamar mais elevado.

Com objetivo de melhorar a gestão de resíduos sólidos no município e a fim de incentivar a sociedade civil, a iniciativa privada e o Poder Público a reduzirem a produção de lixo e a valorizem os resíduos sólidos urbanos reintroduzindo-os na cadeia produtiva, o prefeito Waldeli dos Santos Rosa assinou convênio com o Ministério do Meio Ambiente no valor de R$ 3.911.895,88, sendo R$ 54.035,60 de Contrapartida Financeira do Município para implantar em Costa Rica o Programa Lixo Zero.

“Com esse recurso vamos implantar em Costa Rica um projeto-piloto que deve aumentar a coleta seletiva em nossa cidade, vai diminuir quantidade de resíduos que vão para a vala do Aterro Sanitário, o que irá contribuir diretamente para a vida útil do local”, enfatizou o prefeito Waldeli que agradece o presidente Jair Bolsonaro e a equipe do Ministério do Meio Ambiente, em nome do ministro Ricardo Salles.

Com a ajuda dos moradores dos 78 bairros da cidade e dos alunos das setes Escolas Municipais, a Capital Estadual do Algodão e dos Esportes de Aventura também pretende ser Costa Rica Lixo Zero até o final de 2020. Isso significa que toneladas de lixo deixarão de ir para o aterro sanitário anualmente, com a ajuda de cada cidadão. “Aceitamos mais esse desafio e com a implantação do Lixo Zero vamos melhorar a Gestão de Resíduos Sólidos do Município de Costa Rica”, avalia o prefeito.

Com o valor do convênio na conta, o Governo de Costa Rica já adquirir sete novos Conjuntos de Lixeiras para Coleta Seletiva; vai comprar picolés para incentivar as crianças na conscientização em relação à separação dos resíduos recicláveis; comprou maquinários para operação do Aterro Sanitário dos quais já estão no pátio da Secretaria Municipal de Obras Públicas uma pá carregadeira, um trator de esteiras e um rolo compacto, e ainda, quatro caminhões ainda faltam chegar. Parte dos recursos recebidos também serão utilizados para aquisição de combustível que serão utilizados nos caminhões de coleta seletiva e de rejeitos.

A UTR – Usina de Triagem de Resíduos Sólidos e Recicláveis – também vai receber novos equipamentos para a sua operacionalização, entre eles uma máquina que tritura vidro que já está na cidade. Para utilização dos novos maquinários, o Governo Municipal estará fazendo a capacitação dos Agentes de Saúde e dos servidores da Cooperativa em Gestão de Resíduos Sólidos para que estes sejam multiplicadores de informação para toda população.

“O destino do resíduo é estabelecido dentro da casa de cada habitante, quando o separa em orgânico (restos de alimentos e de podas), reciclável seco (papel, plástico, metal e vidro) e rejeito (lixo sanitários e outros materiais para os quais não há ainda mercado de reciclagem)”, explica o secretário Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura, Keyler Simey Garcia Barbosa.

Lixo Zero

O Programa Lixo Zero tem metas específicas para a administração pública e metas que envolvem outras esferas da sociedade. Para alcançar os objetivos propostos no projeto, a Administração Municipal irá se colocar como exemplo, conscientizando os 48 agentes de saúde, posteriormente os alunos e os prestadores de serviços da empresa terceirizada e da cooperativa quanto ao consumo consciente e o descarte de resíduos nos prédios públicos e residências.

“É necessário que cada cidadão entenda a importância de destinar corretamente o lixo produzido em sua casa, separando-o. E, ainda mais importante, é preciso criar hábitos de consumo que resultem em menor produção de lixo”, finalizou o prefeito de Costa Rica.

Em março de 2013, o Governo de Costa Rica por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento implantou o programa Cidade Limpa: um sonho de todos. O projeto piloto teve como objetivo incrementar a coleta seletiva nos bairros da cidade e na da área central.

“Assim que assumimos a nova gestão buscamos estimular a compreensão sobre cidadania, incentivar novos hábitos e estimular a coleta seletiva dos resíduos sólidos, reciclagem, manutenção de terrenos, calçadas/passeios públicos, e outros. Fizemos campanhas de orientação para que a população mudasse seus hábitos e não jogassem entulhos ou podas de árvores em locais impróprios e que os mesmos fossem armazenados em sacos plásticos para coleta ou em caçambas”, explicou Keyler Barbosa.

O programa Cidade Limpa que também tem como objetivo oferecer aos moradores, qualidade de vida e, ao mesmo tempo, promover a proteção ao meio ambiente e conscientizar à população, incentivando a sustentabilidade e combatendo a proliferação de animais e insetos que possam oferecer risco à saúde pública como a Dengue.

Por meio do Cidade Limpa o Governo Municipal também criou o Ecoponto que tem como o objetivo dar a destinação correta aos resíduos que geram impacto direto ao meio ambiente, como pneus e óleo vegetal de cozinha usado que é armazenado no Eco óleo.

E ainda, a SEMTMA recolhe na sua sede, pilhas e baterias. A secretaria está localizada na Avenida João de Barro, Nº 209, no Bairro Bela Vista, em Costa Rica (próximo a nova ponte). Mais informações 3247 7000.

Fonte: Assecom PMCR

Postado em: 8:30 | 31 julho 2020
 

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações