Chapadão do Sul, 22 de Outubro de 2018

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Gerais

Correios alegam que mudanças não descumprem acordo coletivo

Correios alegam que mudanças não descumprem acordo coletivo

Empresa diz que custeio com plano de saúde chega a R$ 1,8 bilhão por ano

17:16 | 12 março 2018
 

Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) de todo país iniciaram hoje (12), uma paralisação nacional para protestar contra as mudanças apresentadas na forma de custeio do plano de saúde que pode prejudicar mais de 100 mil funcionários em todo território nacional.

Em Mato Grosso do Sul, 1,4 mil trabalhadores podem ser impactados com a medida que será julgada no Tribunal Superior do Trabalho (TST), no período da tarde, em Brasília (DF).

Os Correios encaminharam nota oficial justificando reconhecer a greve como um direito do trabalhador, porém, ressaltaram que não houve descumprimento de qualquer cláusula do acordo coletivo de trabalho da categoria.

A argumentação da empresa para negociar a mudança no pagamento do plano de saúde é de que atualmente o benefício contempla os empregados, dependentes, cônjuges, pais e mães dos titulares. “Para se ter uma ideia, hoje os custos do plano de saúde dos trabalhadores representam 10% do faturamento dos Correios, ou seja, uma despesa da ordem de R$ 1,8 bilhão ao ano”, detalha o comunicado.

No texto é informado ainda que a pauta vem sendo discutida com representantes dos trabalhadores desde 2016, tanto em âmbito administrativo quanto em mediação do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Na ocasião, o órgão federal apresentou uma alternativa aceita pela empresa, porém, recusada pela classe trabalhista, o que motivou o ingresso com pedido de julgamento.

SERVIÇOS

A paralisação parcial, iniciada nesta segunda-feira (12) por alguns sindicatos da categoria, ainda não tem reflexos nos serviços de atendimento dos Correios. Em números significa que 88,2% do efetivo continua trabalhando, somando 1.256 funcionários.

Com esse resultado, todas as agências, inclusive nas regiões que aderiram ao movimento, estão abertas e todos os serviços estão disponíveis, finaliza o comunicado oficial.

Fonte: correiodoestado / ps

Postado em: 17:16 | 12 março 2018
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações