Chapadão do Sul, 01 de Junho de 2020

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Eventos

Mesmo durante a dor pela perda de João Victor a família lança campanha

Mesmo durante a dor pela perda de João Victor a família lança campanha

14:29 | 22 maio 2020
 

Gian, João e Willian

Era uma tarde de domingo como tantas outras na vida do jovem João Victor Pereira do Couto, 21 anos, quando ele transitava pelas ruas da cidade de Chapadão do Sul com uma moto que sempre sonhara possuir.

A poucos dias havia ganhado aquele veículo, uma moto BMW e ao transitar pela Rua Dos Periquitos, deparou-se repentinamente com uma caminhonete Fiat Strada na esquina com a Rua Das Rendeiras, no Bairro Esplanada III, em Chapadão do Sul. Um grave acidente que acabou por ceifar a sua vida.

Jovem profissional dedicado, trabalhava com a família; pai e irmãos, em uma produtora de vídeos em Chapadão do Sul, prestando serviços para órgãos públicos e empresas privadas de toda a região. Seu profissionalismo e simpatia lhe renderam muitas amizades e respeito. Todas as prefeituras e câmaras de vereadores em que prestou os seus serviços publicaram homenagens pelo seu passamento, ocorrido dois dias após o fatídico acidente.

Da vida saudável ao atestado da morte cerebral foram apenas dois dias, o que não desestimulou a família em decidir pela doação dos órgãos, mesmo sabendo que a operação de capturas demoraria 24 horas. Era com certeza a vontade de João Victor, que em seus 21 anos sempre demonstrou amor ao próximo e paixão pela vida, testemunhou o pai.

Mesmo com a dor da perda e a saudade do ente querido, a família Couto lançou uma campanha e produziu um vídeo, usando da competência peculiar, com o objetivo duplo; de sensibilizar os motoristas sobre um trânsito mais humanitário, seguro e as famílias a autorizarem doações de órgãos, quando não a fazemos em vida.

Segundo Gian do Couto, o próprio hospital que atendeu João Victor, informou à família que a captura de órgãos de jovens que perdem a vida após traumas, como aquele, em apenas 30% dos casos são autorizadas as capturas de órgãos.

“O João Victor faleceu, mas sabemos que os seus órgãos estão sendo fundamentais para garantir qualidade de vida para vários pacientes e isso é mais um conforto para nós”, disse o pai João do Couto. Ele também salienta em sua página no Facebook, a importância do apoio dos amigos nesses momentos de imensa dor e saudade do filho.

Veja no vídeo abaixo o apelo da família Couto para um trânsito mais seguro, para que sejamos doadores de sangue e órgãos que salvam vidas.

Fonte: Jovemsulnews (Norbertino Angeli)

Postado em: 14:29 | 22 maio 2020
 
JSTV
mais vídeos

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações