Chapadão do Sul, 04 de Junho de 2020

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Educacao

Óleo de manjericão pode controlar Helicoverpa

Óleo de manjericão pode controlar Helicoverpa

17:04 | 20 maio 2020
 

O óleo essencial do manjericão se mostrou eficiente no controle de lagartas, especialmente da Helicoverpa armigera e a Anticarsia gemmatalis, segundo um novo estudo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Para a pesquisa, a equipe da Embrapa testou nove produtos, mas este se mostrou mais eficiente.

De acordo com a Embrapa, ao aplicar o óleo essencial dessa planta sobre folhas de feijão, os cientistas registraram a morte de cerca de metade das lagartas da espécie Helicoverpa armigera e um índice de letalidade de 30% para a Anticarsia gemmatalis. “Uma das motivações para o uso de óleos é sua baixa, ou mesmo nenhuma, toxidez para o ambiente e para as culturas agrícolas. Os cientistas realizaram avaliações biológicas e comportamentais dos insetos e identificaram os principais compostos presentes nos óleos”, diz a Embrapa.

Esse estudo é considerado promissor, já que ajuda a reduzir o uso de defensivos químicos, o que pode ser feito por substituição, ou uso do manejo integrado de pragas (MIP). “Esses óleos também podem se tornar mais uma ferramenta de controle de insetos na agricultura orgânica, na qual esses compostos são permitidos, ampliando o leque de possibilidades do manejo das pragas”, diz a pesquisadora da Embrapa Jeanne Marinho Prado.

“Nos ensaios sobre lagartas H. armigera os tratamentos com óleos essenciais de basilicão, canela e melaleuca promoveram, em dez dias, a morte de metade das lagartas avaliadas. Entretanto, nenhum dos óleos prejudicou a alimentação das lagartas. Entre os tratamentos avaliados sobre a espécie A. gemmatalis, os óleos essenciais de basilicão e tomilho causaram as maiores mortalidades observadas em lagartas e pupas. Os demais provocaram mortalidades inferiores a 14%, sendo que os óleos de melaleuca e gengibre igualaram-se ao tratamento-controle, com nenhum caso de mortalidade entre os insetos avaliados”, conclui a Empresa.

Fonte: Agrolink

Postado em: 17:04 | 20 maio 2020
 
JSTV
mais vídeos

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações