Chapadão do Sul, 02 de Abril de 2020

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Economia

Veja o que o Governo Federal está fazendo para auxiliar microempreendedores durante a pandemia

Veja o que o Governo Federal está fazendo para auxiliar microempreendedores durante a pandemia

17:01 | 25 março 2020
 

Saiba como o governo está ajudando microempreendedores durante a pandemia.

Em meio a crise social, econômica e da saúde causada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Governo Federal tenta auxiliar os microempreendedores a não perderem seus negócios e se manterem na ativa, mesmo com a redução dos ganhos.

Uma mudança importante e que vai ajudar a população a manter sua empresa em dia é a alteração do prazo prazo DAS-MEI. Um pagamento fundamental para quem possui pessoa jurídica e que será prorrogado por seis meses, devido à epidemia do coronavírus.

Por causa da crise econômica brasileira e do aumento do desemprego, antes mesmo do surgimento do coronavírus, boa parte da população já começou o seu próprio negócio. Lembrando que, atualmente, a abertura de uma microempresa é acessível para a população.

No cenário de prevenção da epidemia, as empresas estão deixando de arrecadar o valor de vendas porque as pessoas estão em casa para evitar o contágio. Por conta disso, em breve pequenos empresários podem falir.

Para evitar que isso aconteça, o governo adotou algumas medidas para ajudar o caixa da empresa e evitar que quebrem, entre elas a prorrogação do pagamento da DAS-MEI e também a liberação de alguns fundos.

A pandemia e o microempreendedor

Devido ao surto do novo coronavírus (Covid-19) e sua pandemia, a população está reclusa em suas casas para evitar o contágio e diminuir a propagação do vírus. Isso reduziu o acesso a locais de compras e a circulação de mercadorias.

Nesse cenário, as grandes marcas até conseguem se reerguer após esse momento de recessão, porém as pequenas empresas sofrem um abalo maior.

O pequeno empresário não possui uma grande rede de lojas, mercados, farmácias ou diversas filiais que trazem uma grande arrecadação.

Isso significa que o proprietário de uma loja familiar, um bar, restaurante ou estabelecimento técnico, por exemplo, terão uma dificuldade muito maior para se recuperar dessa redução drástica no fluxo de caixa.

Medidas preventivas

Se o empresário quebrar durante esse momento de baixo consumo, a população vai passar por uma crise ainda mais séria e o desemprego vai aumentar ainda mais.Pois, além do dono da empresa sem o seu negócio, as pessoas ficarão sem aquele serviço.

O período de recuperação seria maior até que novos empresários conseguissem abrir um estabelecimento equivalente para atender os consumidores e contratar os funcionários demitidos.

Para evitar esse colapso o governo adotou medidas que ajudam o microempreendedor a atravessar esse momento delicado da economia e da saúde no Brasil.

Pagamento do DAS-MEI

O microempreendedor deve pagar um conjunto de tributos incluídos em uma única taxa, o Simples Nacional, para manter as despesas de sua empresa em dia. Essa guia de arrecadação é chamada de DAS e deve ser pago mensalmente.

Para reduzir os efeitos negativos das medidas de contenção da pandemia sobre os empreendedores, o governo prolongou o prazo do pagamento do DAS-MEI em seis meses. Ou seja, a guia referente a março que venceria em abril passa a vencer somente em outubro.

Assim esse empresário consegue manter seu negócio funcionando neste período de redução dos lucros por ter que gastar menos com taxas.

Renegociação de crédito

Outra medida adotada para ajudar a manter capital circulando nesse momento é a facilitação para contratação ou renegociação de crédito. Ou seja, as exigências para esse tipo de operação foram simplificadas. Isso vale tanto para empresas quanto para famílias.

Essa medida ajuda a economia porque deixa as operações bancárias mais fáceis em um momento em que as pessoas têm sua produtividade reduzida.

Além disso, ações assim mantém a economia funcionando porque não deixa a população sem dinheiro para realizar compras, mesmo que estejam confinadas em casa produzindo menos. Isso é bom para os consumidores e para os empreendedores.

O conhecimento do mercado para o microempresário

Quando alguém opta por ter sua própria empresa precisa conhecer as regras e funcionamento desse tipo de negócio. Isso permite não somente estar dentro dos critérios, mas também a se orientar dentro do cenário econômico.

É importante saber como os fatores da economia global interfere no seu pequeno negócio, como se prevenir, como contornar situações e quais decisões tomar em cada momento.  Assim, terá um controle maior da sua própria firma e irá conseguir administrá-la sem maiores problemas.

Fonte: Red Ventures

Postado em: 17:01 | 25 março 2020
 
JSTV
mais vídeos

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações