Chapadão do Sul, 23 de Janeiro de 2018

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Economia

Três-lagoenses contam o que fazem para ‘driblar’ alta nos preços

Três-lagoenses contam o que fazem para ‘driblar’ alta nos preços

7:24 | 12 Janeiro 2018
 

Um dia após o anúncio que a inflação em 2017 foi a mais baixa dos últimos 19 anos no país, os três-lagoenses fazem as contas. Se o IPCA, índice usado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para medir a inflação, apresentou queda, alguns preços continuam salgados no bolso do consumidor. Por isso, cada um tem um jeitinho para “driblar” as altas e manter o orçamento no azul.

A Josefa Aparecida, por exemplo, sentiu o aumento no gás de cozinha. Na casa dela são três botijões, pois além de cozinhar para a família ela faz salgados e vende nas ruas. A alta de 16,4% do produto no ano passado (a maior desde 2002), fez com que a rotina na cozinha fosse adaptada. “Cozinho arroz e feijão uma vez, congelo e reaproveito durante a semana”, conta. Desta forma, a autônoma consegue economizar, já que cada um dos botijões custa entre R$ 70 e R$ 80.

Os combustíveis também aparecem na contramão da inflação e continuam subindo. Em Três Lagoas, a gasolina já é encontrada a R$ 4,69 em alguns postos. O soldador Carlos Albuquerque trocou o carro pela moto para gastar menos. “Tem gente que deixa de sair de carro ou moto para ir de bicicleta para o serviço. O povo está se adaptando. Eu uso o menos possível os veículos porque mesmo de moto, que consome menos, está caro”, diz.

Já a conta de energia ganhou um alívio no começo do ano, depois de um fim de 2017 no vermelho. A bandeira tarifária está na cor verde, sem cobrança adicional. Mesmo assim, é um dos principais alvos dos consumidores. “Em casa a energia elétrica é o que mais está pesando. A gente dá um jeitinho, economiza no ar-condicionado, no chuveiro elétrico”, explica o técnico em celulose Leandro Nascimento. “Tem que economizar. Não deixar as luzes acesas ao mesmo tempo, sair de um cômodo e já apagar”, orienta a técnica em logística Regiane Batista.

Fonte: JPNews

Postado em: 7:24 | 12 Janeiro 2018
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações