Chapadão do Sul, 05 de Dezembro de 2019

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Economia

‘Redenção’ do Centro com descontos de até 70%

‘Redenção’ do Centro com descontos de até 70%

Área afetada pelas obras na 14 hoje comemora inauguração e movimento acima do esperado

15:09 | 29 novembro 2019
 

Nem a chuva foi capaz de afugentar os consumidores do Centro de Campo Grande em busca de descontos de até 70% na Black Friday, nesta sexta-feira (29). A data marca a “redenção” do comércio no coração da cidade após dois anos de obras para a revitalização da Rua 14 de Julho, que foi um atrativo à parte.

Dona de uma loja de roupas, Gleice Campos esperava acréscimo de 10% nas vendas hoje. “Um dos fatores positivos foi a reforma da 14. Agora é um shopping a céu aberto”, disse à equipe de reportagem do Correio do Estado.

Alisson Magalhães é gerente de uma unidade de rede de lojas de departamento. “Estamos bombando, tem muitos clientes entrando. Reabastecemos o estoque, então estamos preparados. O cliente sabe que a gente deu desconto de verdade. A chuva não atrapalhou, foi uma bênção”, afirma.

Entre os produtos mais procurados em todo o comércio estava jeans pela metade do preço, fritadeira elétrica por R$ 99 e chapinhas, tanto é que Fátima Rodrigues, que trabalha com higiene hospitalar, comprou para a família inteira.

“Vim pegar uma para mim, daí minha irmã e minha filha pediram. Estou levando para todo mundo”, pontua.

BOLSO A POSTOS

Não foi apenas o comércio que se organizou para a data, mas sabendo da sexta-feira de descontos, os próprios consumidores fizeram um “pé de meia” para gastar em produtos mais em conta. Fátima mesmo juntou parte do 13º e deixou para comprar tudo à vista.

“Para mim os descontos estão compensando, acho que valeu a pena. Vou tentar enfrentar mais filas e conseguir outras coisas que preciso”, afirma.

A funcionária da limpeza da Universidade Federal de Mato grosso do Sul Rosângela Leite, 52 anos, também juntou dinheiro para a Black Friday.

“Só com o salário não daria para comprar nada.  Algumas coisas estão compensando, outras nem tanto. Mas a gente pesquisa antes, vai em loja por loja. Comprei batedeira e chapinha. A batedeira consegui 50% de desconto. A chapinha achei por R$9,99. O bom é que as pessoas estão mais atentas, estão cobrando mais os comerciantes sobre os preços. Acho que por isso está tendo mais desconto real”, comenta.

A autônoma Ângela Barbosa, 49 anos, não guardou dinheiro e parcelou as compras no cartão. “Não achei o que queria com tanto desconto assim, precisava de um liquidificador e batedeira. Achei os preços mais ou menos, fui em umas três lojas pra ver o produto que precisava e estavam com o valor quase normal. Comprei, mas achei que poderia ter um desconto melhor”, pontua.

FISCALIZAÇÃO

Quem está de olho nos comerciantes é o Procon, que montou um posto de atendimento no Centro para acompanhar a Black Friday e, a exemplos dos anos anteriores, combater as práticas abusivas, como descontos anunciados e não concedidos.

“A ideia é termos equilíbrio na hora da comprar, conciliar em caso de denúncias, quando há abuso. Estamos orientando o consumidor a não comprar o que não precisa, focar na hora da compra. Temos uma unidade móvel para na Rua Barão do Rio Branco. Os consumidores podem ir até lá se tiverem algum problema”, pontua o superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão.

Salomão também orienta quem prefere fazer compras online. “Olhem o cadeado de segurança nos sites, printem as telas na hora de fechar a compra, confiram o frete e o valor final”, completa. Até as 11h30, a equipe flagrou cinco irregularidades.

Fonte: correiodoestado 

Postado em: 15:09 | 29 novembro 2019
 

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações