Chapadão do Sul, 17 de Agosto de 2018

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Economia

Novo presidente da Petrobras diz que troca de comando não afeta negociações da UFN 3

Novo presidente da Petrobras diz que troca de comando não afeta negociações da UFN 3

Não haverá alteração no processo de venda da fábrica e as regras do processo permanecem

9:39 | 13 junho 2018
 

O novo presidente da Petrobras enfatizou “que não haverá alteração no processo de venda da fábrica e que as regras do jogo permanecem”. Construção da UFN-III foi interrompida em dezembro de 2014. Foto: Arquivo Perfil News

Durante reunião com o novo presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, nesta terça-feira (12) na presidência do Senado, em Brasília, ficou garantido ao prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, juntamente com a senadora Simone Tebet, o senador Waldemir Moka e o deputado Eduardo Rocha que a mudança na presidência da Petrobras não irá interferir no processo de venda da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN3).

O novo presidente da Petrobras enfatizou “que não haverá alteração no processo de venda da fábrica e que as regras do jogo permanecem”.

Simone explicou que, apesar da mudança no comando da empresa, com a saída de Pedro Parente, nada muda no processo de venda da fábrica de fertilizantes. “Queremos levar tranquilidade à população de Três Lagoas de que as obras serão retomadas e haverá geração de emprego e renda para a região”, disse.

Angelo Guerreiro, por sua vez, enfatizou a importância da notícia, pois “esse é um processo que vem se arrastando há muito tempo e a não continuidade dele afetaria principalmente a população local, pois o empreendimento pode voltar a gerar renda e emprego”, comentou.

O senador Waldemir Moka ressaltou a importância para o agronegócio a existência de uma fábrica de fertilizantes no Centro-Oeste. Ivan Monteiro, tranquilizando os parlamentares da Bancada Federal de Mato Grosso do Sul e o prefeito de Três Lagoas, informou que, “acompanhava o processo enquanto estava na diretoria financeira da Estatal”, diz, ressaltando ainda o profissionalismo da Acron. “A empresa russa produz e comercializa fertilizantes em mais de 60 países”, finalizou.

A Acron já negociou os incentivos fiscais como governo do Estado de Mato Grosso do Sul e está fechando um protocolo de intenções com a Bolívia a respeito das garantias do fornecimento de gás. Em maio, a Petrobras anunciou negociações com a empresa russa para desinvestimentos no setor de fertilizantes. A Acron tem exclusividade no processo de venda, por um período de 90 dias.

Sobre a aquisição

A Petrobras iniciou em maio as negociações com a empresa Acron, com exclusividade por um período de 90 dias, referente ao processo de venda da Araucária Nitrogenados S.A. (Ansa), no Paraná, e de sua Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN-III), em Três Lagoas.

A Acron é uma empresa russa com foco na produção e comercialização de fertilizantes, com vendas em mais de 60 países. Em 2017, o volume de vendas atingiu mais de 7,3 milhões de toneladas, com receitas consolidadas de US$ 1,6 bilhão e EBITDA de US$ 511 milhões de acordo com o International Financial Reporting Standards (IFRS). A Acron é uma sociedade anônima de capital aberto, com ações negociadas na Bolsa de Valores de Moscou e de Londres.

A construção da UFN-III foi interrompida em dezembro de 2014, com cerca de 80% de avanço físico concluído. Desde então, a Petrobrás afirma que as instalações têm sido preservadas. Com a transferência do ativo para o futuro comprador, as obras para conclusão do empreendimento poderão ser retomadas. No ano passado a Petrobrás havia anunciado a decisão de sair integralmente da produção de fertilizante e iniciado fase vinculante da alienação da Ansa e da UFN-III.

Fonte: perfilnews

Postado em: 9:39 | 13 junho 2018
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações