Chapadão do Sul, 18 de Outubro de 2017

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Economia

MS deixou de abater 15 mil cabeças de gado no primeiro trimestre do ano

MS deixou de abater 15 mil cabeças de gado no primeiro trimestre do ano

17:24 | 14 junho 2017
 

Operação Carne Fraca paralisou atividades em frigoríficos em março.

Mato Grosso do Sul deixou de abater 15,9 mil cabeças de gado no primeiro trimestre de 2017. A redução foi a segunda maior do país no período, perdendo apenas para São Paulo, que reduziu em 63,92 mil os abates, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados nesta quarta-feira (14).

O Estado abateu 845.984 mil cabeças no primeiro trimestre e tem o segundo melhor desempenho do país com 11,5% da produção nacional. O vizinho Mato Grosso continua liderando o abate de bovinos, com 15,2% da participação do país.

Na comparação com o primeiro trimestre de 2016, houve queda de 1,8% na quantia de abates de MS. Em março desse ano, a Operação Carne Fraca da Polícias Federal encontrou irregularidades em frigoríficos brasileiros. Apesar da ação não atingir o Estado, unidades do JBS tiveram férias coletivas naquele mês.

Nos três primeiros meses do ano o preço médio da arroba bovina ficou entre 3% e 5% menor o que o mesmo período de 2016. A China foi o principal comprador da carne brasileira in natura, ultrapassando Hong Kong.

Abate de frangos cresceu em 2,53 milhões de cabeças.

Outras proteínas – Em contrapartida, Mato Grosso do Sul elevou o abate de frango e porco nos três primeiros meses de 2017. Foram abatidas 2,53 milhões de cabeças de frango a mais no período, sendo o Estado o terceiro na lista de crescimento no primeiro trimestre.

MS é o 8º no ranking anual de produção aviária, com aumento de 6,1% no abate em relação aos três primeiros meses de 2016. No início desse ano foram abatidos 44 milhões de cabeças de frango.

O Estado também se destacou no abate de suínos com 20,30 mil cabeças a mais no trimestre, sendo o quinto na lista de 12 que contribuíram para a alta no país. MS é o 8º no ranking anual de abate, com alta de 5,4% em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

Menores – No leite, MS foi o quinto que mais contribuiu para a redução na produção, com queda de 10,10 milhões de litros. O Estado nem aparece no ranking dos 13 maiores produtores

Em compensação o Estado é o segundo maior na aquisição de couro com 13,2% da produção nacional. O líder é Mato Grosso com 17,1%. No primeiro trimestre, MS produziu 1,8% a mais de ovos , comparado a 2016. sendo o 12º no ranking.

Fonte : campograndenews

Postado em: 17:24 | 14 junho 2017
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações