Chapadão do Sul, 16 de Outubro de 2019

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Colunistas

Ato de grandeza ou esperteza de Bernal?

Ato de grandeza ou esperteza de Bernal?

16:54 | 21 junho 2019
 

ENFIM JUNTOS? O exercício da imaginação é uma pratica usual no saguão da Assembleia Legislativa. Órfãos do ex-governador Puccinelli (MDB) e viúvos do poder admitem situações inusitadas para as eleições de 2020 na capital. Alianças vistas como ‘alucinógenas’ juntariam personagens que nunca dividiram o mesmo balcão para um cafezinho de bar. Enquanto isso, na eleição do senador Nelson Trad Filho para o comando do PSD, lá estava o presidente do PSB – médico Ricardo Ayache – numa demonstração de identidade de propósitos eleitorais. É bom ir pinçando alguns fatos para formatar o futuro cenário. Política lembra a arte de preparar a massa do pão. 

ENFIM PEGOS! Como todo processo legal no país, onde as firulas processuais ocorrem graças aos códigos omissos e desatualizados, finalmente a justiça pegou também os 3 filhos do ex-governador Paulo Maluf (SP) por lavagem de dinheiro proveniente da corrupção. O filho Flavio Maluf levou 8 anos de reclusão em regime fechado e as duas filhas Lígia e Lina levaram 4 anos de prisão no semiaberto. A notícia é mais uma boa oportunidade para se enaltecer a honestidade em todos os segmentos de atividade. A velha pergunta: valeu a pena? Pai e filhos com a pecha de ladrões? A nota é uma advertência para quem está na vida pública e pratica atos desonestos. Cuide-se!

MOTIVADO Seu desempenho até aqui no Senado, sua disposição invejável de percorrer o interior e suas últimas ações políticas e partidárias exitosas colocam Nelsinho Trad (PSD) como nome forte ao Governo em 2022. Quem foi ao evento do PSD que elegeu Nelsinho presidente percebeu a identidade do teor e linguagem dos discursos do governador Reinaldo (PSDB) e do jovem senador. Ambos fizeram referencias a última caminha eleitoral que fizeram juntos e que pelo jeito está dando frutos e assegurando uma nova caminhada no futuro.

A DÚVIDA: O anunciado propósito do ex-prefeito da capital Alcides Bernal (PP) em se licenciar (temporariamente) do comando do partido está sendo visto pelo deputado Evander Vendramini (PP) como um eventual ‘gesto de grandeza’, a fim de que se tente apaziguar as divergências internas da sigla. Evidente que a colocação do parlamentar tem o viés político, combinando com a sua postura apaziguadora de fazer política. Mas há quem desconfie de que seria apenas uma esperteza de Bernal para retornar depois que tudo estivesse em ordem e assim tentar viabilizar seu projeto para 2022. Como ouvi de um barbeiro: do Bernal você pode esperar tudo – inclusive absolutamente nada!

‘DIAS SANTOS’ Até quando a economia suportará os excessos marcados pela ligação entre o Governo e a Igreja? Mas o assunto continua sendo tabu lá no glorioso Congresso Nacional, onde aliás se vive outra realidade econômica, sem problemas e sem atraso no pagamento dos salários. Vivemos tempos difíceis onde o custo operacional cada vez mais alto pelos encargos e impostos. O empresariado tem motivos de sobra para reclamar da falta de perspectivas de melhora. O país precisa colocar um ponto final nestes feriadões que arrebentam com o setor produtivo.

AINDA ATUAL: No final do ‘Governo Dilma’ o colega Dante Filho publicou o artigo “Vende-se. Uma ficção sobre a crise”. Um trecho: “…Depois de muito pensar, decidi vender (quanta dor no coração!) alguns carnês em atraso das Casas Bahia (tudo em deságio), além de várias cartas de cobrança da Receita Federal. De lambuja, passo para frente IPTUs, IPVAs, contas de luz e água, e toda a sopa de letrinhas que pagamos para o Governo dizer que está tudo bem e que o sofrimento durará até 2056. Aproveito para comunicar que vendo meu emprego, meu salário, minha sala e minha mesa. Vendo minha rua esburacada, os semáforos quebrados e os canteiros centrais das avenidas…”

FIM DA PICADA O que esperar de um país – que está envelhecendo – onde nada menos que 23% de seus jovens não trabalham e muito menos estudam? São moças e rapazes de várias classes sociais que por um motivo qualquer ainda não contribuem de fato para a Nação. E tem um dado que chama a atenção nesta Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD): desse contingente – 27,7% estão na faixa etária entre 18 e 24 anos. Imaginem o buraco negro que eles serão responsáveis lá no futuro. Vão sobreviver como? Como se aposentarão se não contribuem com a Previdência. Casar, constituir uma família – nem pensar! Parasitas.

DOURADOS Sempre presente neste espaço também graças as colaborações de sua gente. A última delas: quando o professor Laerte Tetila (PT) assumiu a Prefeitura da cidade os seus professores – que votaram e trabalharam na sua campanha – ostentavam orgulhosamente o título dos mestres mais bem pagos em todo o Estado. Com um cidadão da área educacional no comando, a presunção natural é que o direcionamento fosse mantido. Pasmem! Ao final do seu o mandato – o professorado douradense estava ocupando o 32º lugar na classificação estadual dos salários. Até hoje os professores admitem terem dado um tiro no próprio pé. Uma lição para não esquecer.

ESSE PAÍS… Vendo as imagens de protestos contra o ex-Juiz Sergio Moro questiono o conceito de justiça no Brasil onde ricos e poderosos ‘ não devem ser presos’. O ‘jeitinho’ funciona e as portas dos presídios se abrem com os ‘espertos’ indo para o conforto de suas casas. A opinião pública emputece! Só para recordar: nos anos 90 o medico Alberto Rondon mutilou mais de 200 mulheres; apesar da pena de 42 anos de prisão curte a natureza em Bonito e deu pinote nas vítimas. Em tempo: será que as empregadas domésticas dos ilustres advogados, teriam a mesma opinião dos patrões sobre a ‘Lava Jato’, da corrupção desmascarada e da postura do ex-Juiz Sérgio Moro?

IMPRESSIONA como os bandidos e ladrões com status social são tratados no país! Enquanto isso, lá nos Estados Unidos – onde tudo funciona – a justiça é outra. Um auditor – por exemplo – que fraudou o balanço de uma empresa prejudicando os seus acionistas – saiu do tribunal e foi algemado nos pés e mãos diante das câmeras de TV. Aqui, foi um auê  porque o ex-governador (RJ) Sergio Cabral (MDB) fora algemado. A discussão sobre seus roubos colocada em segundo plano e a mídia dando espaço aos ‘excessos’ da polícia. Essas afrontas que ocorrem em nosso dia a dia desanimam os brasileiros de bem, cada vez mais céticos quanto ao nosso futuro. Onde vamos parar?

ENFIM… Os que gritam contra Moro são aqueles que defendem a corrupção, a volta da cleptocracia e dos ladrões que nos governam há bom tempo. A intenção é enfraquecê-lo. Lembro: em 1993 houve o episódio ‘Anões do Orçamento’. Foram presos só um punhado de parlamentares de pequena estatura e de apetite formidável. Em 2005 veio o ‘Mensalão’ na CPI dos Correios com condenações e restrições. Os corruptos se sofisticaram na forma de operar mas foram pegos na Lava Jato. Foi um alento, quebra de paradigmas com prisões de lideranças expressivas. Não se iludam com as alegações de políticos e partidos interessados em tornar o Governo refém de seus interesses.

ODEBRECHT Impressionante o que acontece na imprensa brasileira. Os corruptos ganham rapidamente o apoio de grandes nomes de nosso jornalismo que abordam a Lava jato sob outro ângulo. Envolvida até o último parafuso em crimes desvendados pela Lava Jato, a gigantesca Odebrecht foi obrigada a pedir recuperação judicial. Agora essa imprensa culpa a justiça pelo desmonte da empresa, que de 180 mil funcionários caiu para apenas 48 mil colaboradores. Não se foca a corrupção praticada pela empresa em conluio com políticos e governantes que deu prejuízos de milhões de dólares aos cofres do Brasil. Francamente…

RÁPIDAS

Deputado Gerson Claro (PP) pedindo liberação de recursos estaduais para atender comunidade rural (COAF) de Sidrolândia. Nos semáforos da parte central de Campo Grande os imigrantes venezuelanos tem nova companhia: os argentinos limpando para-brisas.

Deputada Joice Hasselmann (PSL), líder do Governo na Câmara estará na capital no dia 5 de julho – 19:00 – no Sebrae – comandando a Caravana da Independência pela Nova Previdência.

Deputado Neno Razuk (PTB) requereu reforma de ponte em Terenos e instalação de lombada eletrônica em trecho da MS 156 em Amambai. O único lugar do mundo onde o sucesso (s antes do t) vem antes do trabalho é no dicionário (Albert Einstein).

Prefeito Marcos Trad (PSD) da capital sancionou lei proibindo o uso de milhas aéreas por funcionários municipais. E

Deputado Marçal Filho (PSDB) comemora liberação de R$25 milhões pelo Governo Estadual para recuperação de ruas em Dourados……..

Deputado Márcio Fernandes (MDB) apresentando Emenda ao Orçamento pedindo investimentos em infraestrutura e fomento ao agronegócio………

Deputados José Carlos Barbosa (DEM) e Lídio Lopes (Patriota) insistindo na contrapartida do Governo Federal para manutenção dos presos federais em nossos presídios.

Deputado Capitão Contar (PSL) apresentou emenda ao Programa de Aposentadoria Incentivada proibindo que esses aposentados voltem ao serviço público como comissionados. Foi elogiado pelos colegas.

Deputado Antonio Vaz projeto de lei mirando a prevenção e combate a Gripe H1N1 e ganha apoio dos colegas de parlamento. Ainda homenageou aqueles que voluntariamente trabalham na recuperação dos viciados em drogas.

Engenheiros químicos industriais (mais de 2.000 em MS) comemorando os 150 anos da criação da Tabela Periódica dos Elementos Químicos (1869) pelo russo Dimitri Mendelev.

Caravana da Saúde do Governo Estadual emplacando mais uma vez: 1.800 consultas oftalmológicas no primeiro dia de atendimento. É a luz vencendo a escuridão.

Secretário especial do Trabalho Rogério Marinho anunciando que 30% dos processos auditados pelo INSS apresentam indícios de fraudes. O rombo é grande!

Na traseira de um caminhão: ‘Amo meu Paraná: Aqui temos Sergio Moro, Ostras no litoral e agora estamos criando Lula em cativeiro’.

Emprego é o que nós fazemos por dinheiro. Trabalho é o que nós fazemos por amor (Mary Sarah Quinn).

A invenção da poltrona acabou com os heróis. (Millôr Fernandes)

Postado em: 16:54 | 21 junho 2019
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações