Chapadão do Sul, 26 de Setembro de 2017

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Agronegocio

Reunião promovida pela AMPASUL induz produtores do sul de MS a ampliar área de algodão

Reunião promovida pela AMPASUL induz produtores do sul de MS a ampliar área de algodão

10:36 | 8 setembro 2017
 

Uma reunião realizada pela AMPASUL, Embrapa e Copasul pode ter conseguido resultados positivos na indução de produtores voltarem ou iniciarem na cultura do algodão na região sul de Mato Grosso do Sul.

O aumento da área de algodão em todo o Brasil foi prevista durante a realização do 11º CBA, Congresso Brasileiro do Algodão, realizado de 29 de agosto a 1º de setembro, em Maceió (AL).

Já na terça-feira, 05 de setembro, a AMPASUL, Embrapa e Copasul realizaram a reunião, em Maracaju (MS). A região conta atualmente com três produtores apenas, um daquele município, um de Sidrolândia e o terceiro de Aral Moreira. No sul de Mato Grosso do Sul já estão à disposição dos cotonicultores, uma cooperativa, a Copasul e uma usina de beneficiamento de pluma.

Participaram da reunião, o diretor executivo da AMPASUL, Adão Hoffmann, o Chefe da Embrapa Agropecuária Oeste, de Dourados, especialista em algodão, Dr. Fernando Mendes Lamas, representantes da Copasul e cotonicultores da região.

Foi orientado aos produtores participantes que atualmente as tecnologias de produção de algodão melhoraram consideravelmente, em relação à época em que a cultura era tradicional no sul de Mato Grosso do Sul. “Hoje temos uma gama de cultivares, mais uma época de plantio, maior capacidade de diagnósticos de doenças, de pragas, apoio da Embrapa, Copasul e os Programas: Fitossanitário e Sustentabilidade conduzidos pela AMPASUL, que dá total apoio aos cotonicultores”, adiantou Adão Hoffmann.

O diretor Adão disse que a reunião foi produtiva, pelo menos dois produtores manifestaram intenção de iniciar o cultivo do algodão já neste ano agrícola. Eles disseram que depende do clima para plantar soja em outubro, para então definir a área a de algodão, porém de segunda época. A pretensão dos produtores com relação à cultura do algodão segunda época no sul de MS deverá ser em substituição de parte da safrinha de milho.

“A decisão daqueles produtores nos levou à preocupação em relação ao Vazio Sanitário da região. Lá ainda não existe o cultivo segunda época e se isso vier a ocorrer, teremos que readequar o vazio sanitário, o que já está sendo solicitado ao Governo do Estado”, disse Adão Hoffmann.

Fonte: AMPASUL (Norbertino Angeli)

Postado em: 10:36 | 8 setembro 2017
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações