Chapadão do Sul, 05 de Dezembro de 2019

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Agronegocio

Embrapa Agropecuária Oeste faz parte da rede de multiplicadores do MIP em Mato Grosso do Sul

Embrapa Agropecuária Oeste faz parte da rede de multiplicadores do MIP em Mato Grosso do Sul

18:51 | 28 novembro 2019
 

A Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS) é uma das 13 instituições de Mato Grosso do Sul a assinar o Termo de Cooperação Técnica para a implantação do Plano Estadual para Difusão do Manejo Integrado de Pragas no Estado. A assinatura do Plano aconteceu durante a abertura do “Workshop: Responsabilidade técnica na emissão da Receita Agronômica”, na parte da manhã de 27 de novembro, no auditório do Crea-MS, em Campo Grande.

“Ao assinar o termo de compromisso, junto com as demais instituições que trabalham com pesquisa e assistência técnica, mostramos o compromisso de nos envolver e priorizar, ainda mais, este tema em nossas ações de pesquisa e transferência de tecnologia”, afirma Guilherme Lafourcade Asmus, Chefe-Geral da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS).

O compromisso entre as entidades é que o Manejo Integrado de Pragas (MIP) seja adotado nas principais culturas (soja, feijão, milho, algodão, cana-de-açúcar, hortícolas) e florestas plantadas, de forma contínua, pelo público-alvo desse Plano. O público-alvo das ações de pesquisa, transferência de tecnologia e assistência técnica são “produtores rurais, gestores de fazendas de produção agrícola, trabalhadores rurais, engenheiros e técnicos do setor, secretários municipais, professores e estudantes da área, profissionais da assistência técnica pública e privada, profissionais de cooperativas, indústrias, e revendas de insumos agrícolas e agentes públicos de Defesa Agropecuária.”

Entre os vários objetivos, o que se espera é que as instituições possam construir uma rede de multiplicadores do MIP e, com isso, aumentar a adoção das práticas de manejo, a exemplo do uso adequado de produtos químicos e biológicos no controle de pragas. Para que o Plano se concretize, foram elaboradas ações de políticas públicas, capacitações, pesquisas e desenvolvimento tecnológico, assistência técnica e extensão rural, eventos, entre outros.

O Chefe-Geral da Embrapa Agropecuária Oeste reforçou a ideia de que o Manejo Integrado de Pragas (MIP) vai muito além de um conceito. Ele ressalta que esse é um tipo de ferramenta “com base em qualificado conhecimento científico para ações estratégicas no controle de pragas, que muito pode contribuir para a sustentabilidade econômica e ambiental da atividade agrícola.”

O Plano Estadual foi elaborado por um Grupo de Trabalho (GT), formado por membros de 11 instituições do Conselho Estadual de Agrotóxicos (CEA), da qual a Embrapa Agropecuária Oeste é representada pelos pesquisadores Crébio José Ávila (titular) e Augusto Goulart (suplente). A coordenação do Plano está a cargo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

As instituições que assinaram o Plano são: SEMAGRO, CREA/MS, Fundação MS, Fundação Chapadão, Embrapa Agropecuária Oeste, Embrapa Gado de Corte, AEAMS, ANDAV, AASTEC/MS, INSTITUTO MS AGRO, OCB/MS, INPEV e SINDAG.

Workshop – Após a assinatura do termo, iniciou-se a programação de palestras, em Campo Grande, MS, do “Workshop: Responsabilidade técnica na emissão da Receita Agronômica”. Entre elas está a palestra “Contribuições da Embrapa sobre tecnologias disponíveis para o MIP em Mato Grosso do Sul”, ministrada pelo pesquisador Crébio José Ávila. No dia 26, o workshop foi realizado no auditório da UFGD em Dourados, MS.

Pesquisas da Embrapa Agropecuária Oeste – O Manejo Integrado de Pragas (MIP) é estudado pelo grupo da pesquisa da Embrapa Agropecuária Oeste desde a década de 1980. Pragas e plantas daninhas em trigo, milho, algodão, soja e cana-e-açúcar estão entre as pesquisas. Entre as mais atuais é um “estudo de caso com benefícios econômicos e ambientais” no MIP para a Soja. Para acessar mais publicações sobre MIP no Portal da Embrapa Agropecuária Oeste, clique aqui e veja a lista.

Fonte: Embrapa CPAO (Sílvia Zoche Borges)

Postado em: 18:51 | 28 novembro 2019
 

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações