Chapadão do Sul, 20 de Agosto de 2018

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Agronegocio

Brasil exporta 21% mais carne em fevereiro

Brasil exporta 21% mais carne em fevereiro

Apesar do boicote russo, que foi um dos principais clientes do País em 2017

17:42 | 8 março 2018
 

As exportações totais de carne bovina (in natura e processada) totalizaram 120.654 toneladas no mês de fevereiro de 2018. O resultado representa um crescimento de 21% (em volume) na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando haviam sido embarcadas 99.569 toneladas para.

Em termos de receita, a expansão somou 22%, passando de US$ 394,5 milhões para US$ 482,4 milhões. O crescimento chegou a 18% em volume e de 23% na receita no acumulado dos dois primeiros meses do ano, com um total de 244.364 toneladas exportadas e receita de US$ 1 bilhão.

De acordo com informações da Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos), os resultados foram positivos apesar do boicote russo, que havia sido um dos principais clientes do País em 2017 e resolveu embargar o produto brasileiro em dezembro do ano passado. Para a entidade, estes números são um bom prognóstico para o comportamento do setor exportador de carne bovina em 2018, quando se espera um crescimento na movimentação e na receita ao redor 10%, com a volta de clientes tradicionais como os russos e abertura de novos mercados na Ásia.

“Esta evolução continua sendo ditada pelas compras chinesas: uma das portas de entrada do produto brasileiro naquele país, a cidade estado de Hong Kong, elevou suas importações em fevereiro em 72% e o continente em 31%. No total, foram 117.006 toneladas exportadas para aquele mercado que responde por quase 40% das exportações brasileiras. O Egito voltou com força a comprar do Brasil e adquiriu 28.327 toneladas, contra 10.573 toneladas em fevereiro de 2017, crescimento de 167,9%. Outro aumento importante foi observado nas importações dos países da União Europeia: Alemanha (+ 92,5%); Países Baixos (+35%); Itália (+29%); Espanha (+75%) e Reino Unido (+11%). O Chile também incrementou suas importações em 68%”, aponta a Abrafrigo.

O ranking dos estados que mais movimentaram a carne bovina (in natura e processada) tem na primeira posição São Paulo (25%); seguido por Mato Grosso (18%); Goiás (14%); Mato Grosso do Sul (10%) e Rondônia (9,6%). As informações compiladas pela Abrafrigo são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), através da Secex/Decex.

Fonte: agrolink 

Postado em: 17:42 | 8 março 2018
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações