Chapadão do Sul, 12 de Dezembro de 2017

Cadastre-se Envie sua notícia JNT Digital Busca no site

Jovem Sul News

Você está em: Página Inicial Agronegocio

Bangladesh pode aumentar importações de algodão goiano

Bangladesh pode aumentar importações de algodão goiano

11:24 | 17 julho 2017
 

Anúncio foi feito pela embaixadora do país durante visita técnica à Agopa

As relações comerciais internacionais são um flanco na estratégia para o crescimento das exportações de algodão em Goiás e no Brasil. Dois dias após receber a Missão Compradores 2017, hoje, dia 14, foi a vez da embaixadora interina de Bangladesh, Nahida Rahman Shumoda, se encontrar com representantes da Diretoria e do corpo técnico da Associação Goiana dos Produtores de Algodão (Agopa), para conhecer o processo produtivo da cotonicultura em Goiás. O encontro contou ainda com o gestor nacional de sustentabilidade da Associação Brasileira de Produtores de Algodão (ABRAPA), Fernando Rati.

Bangladesh é o 10º maior importador de algodão do Brasil. Com um pequeno território e uma grande população, a demanda pela fibra é alta. “Temos interesse em aumentar as importações de algodão de Goiás. Precisamos verificar questões relacionadas ao beneficiamento da produção local e questões de logística”, enumerou a embaixadora. A exposição apresentada à comitiva do país sul-asiático teve enfoque nos programas de sustentabilidade ABR-BCI, na rastreabilidade dos fardos de algodão goiano e nas inovações das análises de qualidade do algodão realizadas pelo laboratório da Agopa.

Sustentabilidade

Em 2016, 81% do algodão brasileiro foi certificado pelo programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR), e esse percentual deve aumentar, uma vez que o certificado é um diferencial que abre portas para novos mercados mundiais. O ABR tem protocolos alinhados com o certificado internacional da Better Cotton Iniciative (BCI) e, juntos, somam mais de 200 itens verificados anualmente em cada fazenda, com critérios estabelecidos quanto a questões ambientais, sociais e trabalhistas.

Para a embaixadora Nahida Rahman Shumoda, a oportunidade de conhecer o processo de produção, análise e beneficiamento da pluma foi importante para entender os critérios do mercado e os diferenciais que Goiás e o Brasil tem adotado para competir. A comitiva seguiu para uma propriedade em Goiatuba, para conhecer uma plantação de algodão, seu plano de manejo e controle de pragas.

Fonte: Hora Extra

Postado em: 11:24 | 17 julho 2017
 
É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa) feed
Jovem Sul Comunicações LTDA | Rua Quinze, Nº 537 | Centro | CEP 79560-000 | Chapadão do Sul (MS)
(67) 3562-2500 (67) 9 9967-0034 | CNPJ 03.719.704/0001-07
Desenvolvido por: Mais Empresas | Angeli Comunicações